Negócios e Empreendorismo

Alentejo: Inovação e tradição com chocolate

NULL
Versão para impressão

Bombons e tabletes de chocolate com sabor a medronho, mel, azeite e outros produtos regionais alentejanos. A ideia inovadora de juntar chocolate a produtos tradicionais partiu de Célia e João Dias que instalaram, em Beja, a fábrica, a loja e a confeitaria do Mestre Cacau.

O Mestre Cacau, empresa pioneira na região alentejana e criada pelo casal Célia e João Dias, tem como base a junção entre o chocolate e alguns produtos regionais alentejanos. “A inovação está na produção, que reflete a utilização de produtos regionais”, disse Célia Dias ao Boas Notícias.

O casal viajou até à Suíça e à Bélgica onde fizeram formação na área e “testaram” os seus chocolates. Em Itália, adquiriram os utensílios necessários para a fabricação das iguarias. Mas é no Alentejo, em Beja, onde residem, que produzem artesanalmente os chocolates com sabores tradicionais da região.

A funcionar desde 2005, a fábrica utiliza “a matéria-prima, o chocolate em pepita, da Bélgica, para bombons e tabletes”. “A temperagem do chocolate é toda ela realizada na fábrica” da empresa. O recheio e cobertura é “todo realizado à mão”.

“Os produtos utilizados são o medronho, o mel da serra de Mértola, o vinho tinto, o alecrim, a aguardente da Vidigueira e o azeite”, explicou a responsável. A combinação destes produtos com o chocolate dá origem a bombons e a tabletes com recheio.

Para além dos produtos de chocolate, o Mestre Cacau também produz rebuçados de alecrim, compotas e até alguns chás. Por agora, “o negócio já conta com uma fábrica, uma loja e recentemente uma confeitaria”.

“A quantidade produzida varia muito de acordo com a época do ano, mas em termos gerais é cerca de 20kg/dia no Verão e cerca de 60kg/dia no Inverno”, sublinhou João Dias ao Boas Noticias.

O Mestre Cacau conta também com parcerias empresariais comercializando os seus produtos para todo o Portugal continental e ilhas. Para o futuro Célia Dias tem “em mãos a abertura de lojas do Mestre Cacau no estrangeiro, assim como a exportação”. Para 2011,  o volume estimado de vendas é cerca de 120 mil euros.

Clique AQUI para conhecer o Mestre Cacau.

[Notícia sugerida por Luísa Almeida]

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório