Cultura

Alemanha: descobertos 500 contos de fadas inéditos

Foi descoberta na Alemanha uma coleção de 500 contos de fadas do século XIX, nunca antes publicados. Os contos foram recolhidos por um historiador da época e guardados num arquivo da cidade de Regensburg, há cerca de 150 anos.
Versão para impressão
Foi descoberta na Alemanha uma coleção de 500 contos de fadas do século XIX, nunca antes publicados. Os contos foram recolhidos por um historiador da época e guardados num arquivo da cidade de Regensburg, há cerca de 150 anos.
 
Para quem pensava que nada poderia ser acrescentado aos tradicionais contos infantis como a Cinderela, o Pinóquio ou o Gato das Botas, revela-se agora um novo mundo de fantasia. 
 
De acordo com o jornal britânico The Guardian, as histórias descobertas fazem parte de uma coleção de mitos, lendas e contos de fadas colecionadas por Franz Xaver von Schonwerth, um historiador que viveu entre 1810 e 1886 – mais ou menos no mesmo período em que os irmãos Grimm fizeram a recolha dos seus contos.
 
O diário inglês conta que Von Schönwerth terá passado várias décadas a questionar as populações rurais sobre os seus hábitos, tradições, costumes e história e a registar em papel aquilo que, até à altura, fazia parte apenas da cultura oral, tal como fizeram na mesma época os irmãos Grimm, também alemães, cujas histórias recolhidas povoam o imaginário de todo o mundo ocidental.
 
Foi ao analisar a obra do historiador que vivia em Oberpfalz – três livros que acabaram por cair no esquecimento -, que a curadora Erika Eichenseer encontrou os 500 contos de fadas, muitos dos quais não constam de outras coleções europeias.
 
De acordo com a investigadora, Von Schönwerth distingue-se dos irmãos Grimm no fato de ter mantido as histórias bastante fiéis àquilo que ouviu. “Não há romanticismo ou uma tentativa por parte de Schönwerth em interpretar aquilo que ouviu e em desenvolver um estilo próprio”, explica ao The Guardian.
 
Eichenseer fundou, em 2008, a Sociedade Franz Xaver von Schönweth e, no ano passado, publicou parte desta seleção de histórias, num livro intitulado Prinz Roßzwifl. O seu próximo objetivo é ver os contos serem traduzidos em inglês, processo que já começou a ser concretizado.

O The Guardian publicou um dos contos, “The Turnip Princess” (A Princesa Nabo, em português), que pode ser lido AQUI.

[Notícia sugerida por Sofia Baptista]

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub