Sociedade

África Austral quer empresas portuguesas

A presidente do grupo financeiro moçambicano Whatana, Graça Machel, defendeu a necessidade de as empresas portuguesas alargarem a sua atividade a toda a zona austral de África, durante a sua estadia no nosso país a convite do AICEP - Agência para o I
Versão para impressão
A presidente do grupo financeiro moçambicano Whatan, Graça Machel, defendeu a necessidade de as empresas portuguesas alargarem a sua atividade a toda a zona austral de África, durante a sua estadia no nosso país a convite do AICEP – Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal.

À agência Lusa, Graça Machel defendeu a necessidade de as empresas portuguesas alargarem a sua atividade a toda a zona austral de África, após um encontro com o primeiro ministro José Sócrates.

“Portugal fez um grande avanço nos últimos tempos nas tecnologias de informação, nas energias renováveis. Portugal é uma referência no mundo em várias áreas de interesse que são de total interessa para nós como países e como região. É isso que gostaríamos que soubessem, que têm nesta região excelentes oportunidades de negócio”, disse.

“O que nós oferecemos é uma oportunidade de as empresas portuguesas entrarem para a África do Sul e, a partir daí, expandirem-se para a Zâmbia, Zimbabué, Tanzânia, Namíbia e porque não mesmo países pequenos como a Suazilândia e outros (.) As áreas são ilimitadas. Tudo vai depender da apetência que o empresariado português tiver para investir na África Austral porque pode ser em tudo”, apontou.

Comentários

comentários

BN TV

O Boas Notícias está de volta!

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório