Saúde

Acupunctura é Património da Humanidade

A Acupuntura, uma prática da medicina chinesa cujos benefícios já tinham sido  reconhecidos pela Organização Mundial de Saúde, obteve mais uma conquista: a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) reconheceu
Versão para impressão
A Acupuntura, uma prática da medicina chinesa cujos benefícios já tinham sido reconhecidos pela Organização Mundial de Saúde, obteve mais uma conquista: a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) reconheceu a Acupunctura como Património Cultural Imaterial da Humanidade (PCIH).

A decisão foi conhecida durante a realização do Comité Intergovernamental da Unesco, em Nairóbi, no Quénia, a 16 de novembro. A Ópera de Beijing e a Moxabustão, outra especialidade da Medicina Chinesa, foram outros nomeados na mesma categoria durante encontro no Quénia. A lista do património cultural imaterial da humanidade foi criada em 2003 com o propósito de proteger as culturas e tradições populares.

A Acupunctura é uma das partes do todo da Medicina Chinesa, sendo uma das disciplinas mais importantes desta Medicina. Trata-se de uma técnica medicinal que consiste na colocação de agulhas muito finas em pontos específicos do corpo com o fim de melhorar o estado de saúde.

A Acupunctura trata doenças diagnosticadas segundo as regras da Medicina Chinesa e usa-se a par de outras técnicas, como a Fitoterapia, a Massagem Energética (Tui Na), a Ginástica Energética (Qi Gong), a Moxibustão (o uso de um charuto de planta medicinal para aquecer os mesmos pontos que se usam com as agulhas), as ventosas (espécie de pequenos copos que são usados para fazer o efeito de sucção sobre os mesmo pontos da Acupunctura).

Originária da China, a acupuntura tem uma história milenar de mais de 2.500 anos. Mas, apesar do tempo, tem vindo a conquistar um estatuto intemporal, flexível, adaptável, auto-renovável, universal e científico. Uma importante prova disso é a lista de 40 condições patológicas, compiladas em 1979, nas quais a Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda o tratamento com este método.

Leia AQUI o relatório completo da UNESCO sobre a acupuntura como PCIH.





[Notícia sugerida por Ana Freitas]

Comentários

comentários

Etiquetas

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub