Emprego e Poupança

ABC da Poupança: Como entreter as crianças

Ora chegou o Verão e com ele as férias escolares. Para muitos isto representa uma preocupação acrescida pois as crianças têm mais tempo livre e isso quer dizer um maior empenho por parte dos pais. Então como podemos entreter as crianças sem que isso
Versão para impressão
[Por Ana Bravo, especialista em Economia Doméstica]

Image and video hosting by TinyPic Ora chegou o Verão e com ele as férias escolares. Para muitos isto representa uma preocupação acrescida pois as crianças têm mais tempo livre e isso quer dizer um maior empenho por parte dos pais. Então como podemos entreter as crianças sem que isso signifique bancarrota? Com muita imaginação!
 
Mas espante-se: as crianças são mais fáceis de entreter do que aquilo que possamos pensar. Na realidade somos nós, os adultos, que tendencialmente complicamos tudo. Para uma criança o mundo, praticamente todo, é uma grande novidade, esteja então com ela nesse caminho de descoberta!

 – Lembra-se de todo aquele material desportivo que tem acumulado? Vá buscar as bolas, raquetes, disco, malha, etc. e faça uma maratona desportiva com os seus filhos e, se precisar de reforços, alguns amiguinhos!;

– Se tiver todo o equipamento leve a criança à pesca, descubra o seu filho, deixe que ele o descubra;

– Prepare um pic-nic e vá para a praia. Joguem, corram, façam castelos na areia e o que mais se lembrar;

– As crianças adoram as tarefas dos adultos por isso deixe-os participar em limpezas, escolham uma receita e divirtam-se a fazê-la e comê-la em conjunto;

– Pegue nas crianças e nas bicicletas e saiam em busca de ciclovias. Façam passeios, parem para lanchar as sandes que levaram e voltem à carga;

– Prepare os recipientes com água e sabão da loiça e vá para a rua fazer concursos de bolas de sabão;

– Acampem durante uma noite no seu jardim ou no de amigos e vivam uma aventura;

– Construa aviões de papel e façam concursos a ver quais os que voam mais alto e mais longe;

– Se tiver jardim transformem-no em praia, apanhem banhos de sol e de mangueira;

– Brinquem às escondidas dentro ou fora de casa;

– E que diz a uma maratona de jogos de tabuleiro?;

– Reúnam-se à volta de uma mesa ou no chão da sala e leiam histórias em conjunto ou, porque não, inventem as vossas próprias histórias;

– Brinquem ao faz de conta com vestuário e máscaras que tenha guardadas e divirtam-se a improvisar teatrinhos;

– Façam uma expedição fotográfica. Depois imprima as melhores e divirtam-se a preparar um álbum;

– Gosta de cinema? Então que tal preparar uma sessão caseira? Filmes, pipocas e sofá a trilogia perfeita;

– Depois de proteger a mesa da cozinha e o chão, junte papel, tesoura, materiais de pintura, marcadores, tesouras, revistas velhas, fita cola e dediquem-se às artes manuais;

– Prepare uma sessão de karaoke ou mímica.

Vá até onde a imaginação o levar e ficará espantado com o tanto que se pode fazer a custo baixissimo ou zero e com a qualidade do divertimento!

Cá em casa já promovi 'workshops' de maquilhagem, de dança do ventre, já nos juntámos para aprender os passos básicos da salsa e terminámos com uma engraçada coreografia. No fim vamos todos para a cozinha e preparamos um lanche ou jantar, contamos e rimos sobre as nossas brincadeiras. E isto é viver! E viver afinal… custa tão pouco!

Até à próxima e lembre-se que para divertir os miúdos (e até mesmo os graúdos) imaginação é a sua moeda de troca!

[Ana Bravo é consultora de crédito bancário e sócia-gerente da RP Créditos e RP Formação. Para saber mais sobre os serviços, cursos e workshops desta empresa de consultoria e educação financeira clique aqui]

 

Comentários

comentários

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub