Ciência

A Composição do Corpo Humano [Crónica]

NULL
Versão para impressão
[António Piedade é Comunicador de Ciência e Investigador do Centro de Física Computacional da Universidade de Coimbra e publica quinzenalmente uma crónica no Boas Noticias]

Image and video hosting by TinyPicPatrícia olha para a enorme tabela periódica dos elementos químicos, suspensa obliqua num dos cantos do anfiteatro do Departamento de Química da Universidade de Coimbra. A propósito do Ano Internacional da Química, Patrícia veio pesquisar informação para responder a um exercício que lhe pediram na escola: qual a composição elementar de um ser humano?

Ou seja, tem de descobrir quais são os elementos químicos e em que quantidade média estão presentes num ser humano. Qual ser humano? Patrícia escolheu-se a si própria. Não por uma qualquer razão narcisista, mas porque quer identificar-se com o seu próprio trabalho. Para este exercício só precisa de conhecer o seu peso, que é igual a 55 Kg e explorar, por exemplo, no sítio Webelements na internet.

“É espantoso! Transportamos connosco cerca de metade dos elementos conhecidos! Alguns em maior quantidade do que outros, mas a variedade é deveras surpreendente! Até temos vestígios de Ouro (Au) e Urânio (U)!”, verifica Patrícia.

Quais os mais abundantes? Segundo a calculadora existente no sítio da Webelements, Patrícia possui cerca de 5,5 Kg de Hidrogénio, 12,7 Kg de Carbono e 33,6 kg de Oxigénio (valores médios com uma incerteza de cerca de 5%). Estes são os elementos mais abundantes no corpo humano.

Patrícia pensa em substâncias que contenham estes três elementos. Em combinações e proporções diferentes, encontram-se na composição de moléculas como proteínas, lípidos (gorduras), hidratos de carbono (açúcares), ácidos nucleicos (DNA, RNA), hormonas, neurotransmissores… E claro, o Oxigénio e o Hidrogénio compõem a molécula da água. E o nosso corpo é composto por cerca de 70 a 75% em peso de água! Ora 70% de 55 kg é igual a 38,5 kg de moléculas de água no corpo.

Patrícia sabe que algumas daquelas biomoléculas possuem outros elementos na sua composição. Por exemplo as proteínas, que se encontram em grande abundância nos músculos, são constituídas por aminoácidos, e estes possuem sempre, para além daqueles três elementos, Nitrogénio (N) na sua composição. Através da calculadora, encontra o valor de 1,43 Kg em Nitrogénio no peso do seu corpo.

Alguns aminoácidos contêm também Enxofre (S) na sua composição. Neste caso Patrícia tem 110 g de enxofre na constituição do seu corpo.

Antes do Enxofre, no mesmo período na tabela periódica, está o Fósforo (P). Este elemento faz parte da constituição dos fosfolípidos (constituintes das membranas das células), e dos ácidos nucleicos. Patrícia encontra o valor de 605 g para a quantidade do elemento fósforo no seu corpo.

E quanto sal de cozinha, ou seja, cloreto de sódio (NaCl), tem no corpo? Cerca de 143 g: 77 g de Sódio (Na) e 66 g de Cloro (Cl). E de Cálcio (Ca) na matriz dos seus ossos? 770 g, regista Patrícia.

Agora Patrícia faz um ponto da situação de todos os valores até agora encontrados. A soma é igual a 54,858 kg de H, C, N, O, Na, Cl, Ca P e S.

A incerteza associada aos valores calculados faz com que os cerca de 140 g que faltam, para atingir os 55 kg do seu peso, sejam pouco significativos em relação à quantidade na realidade existente. Contudo, é indicativo da presença de outros 36 elementos que, de uma forma mais ou menos vestigial, estão presentes no seu corpo.

Patrícia contempla a tabela periódica e pressente a química viva na rica constituição elementar do seu corpo.

António Piedade

Comentários

comentários

Pub

Aid Global

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub