Sociedade

65 padres do Algarve doam salário

Todos os 65 padres da diocese do Algarve concordaram um doar o ordenado de um mês de trabalho (650 euros) até março de 2011, que será canalizado para o fundo social que neste momento se encontra sem verbas. Os padres esperam conseguir reunir 42 mil e
Versão para impressão
Todos os 65 padres da diocese do Algarve concordaram um doar o ordenado de um mês de trabalho (650 euros) até março de 2011, que será canalizado para o fundo social que neste momento se encontra sem verbas. Os padres esperam conseguir reunir 42 mil euros, avança a agência Lusa.

A posição é assumida no comunicado que o Conselho Presbiteral da diocese do Algarve publicou no seu site oficial, a Folha de domingo. Os padres da diocese algarvia lembram que vivem no segundo distrito do país com mais desemprego e procuram, assim, ajudar a combater a crise.

O contributo pessoal dos sacerdotes do Algarve para ajudar a enfrentar a crise e apoiar os mais carenciados é inédito na região, mas vem na “senda do que aconteceu na Diocese de Braga, onde também vão dar um vencimento seu para fazer face à crise”, explica o padre Miguel Neto à agência Lusa.

A crise económica está a afetar fortemente a região algarvia, motivando o reforço do papel de muitos organismos católicos, como é o caso da Cáritas Diocesana que já anunciou a intenção de criar em janeiro do próximo ano um refeitório social em Faro com o objetivo de conseguir fornecer todos os dias refeições a 40 pessoas mais necessitadas.

Comentários

comentários

Etiquetas

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub