Fitness & Bem-estar

200 moinhos portugueses abertos e com atividades

Até ao dia 7 de Abril, os moinhos portugueses vão estar a funcionar em simultâneo e abertos à curiosidade do público. A iniciativa, a decorrer pelo sexto ano consecutivo, visa converter o Dia Nacional dos Moinhos no Dia dos Moinhos Abertos.
Versão para impressão
Até ao dia 7 de Abril, os moinhos portugueses vão estar a funcionar em simultâneo e abertos à curiosidade do público. A iniciativa, a decorrer pelo sexto ano consecutivo, visa converter o Dia Nacional dos Moinhos no Dia dos Moinhos Abertos de Portugal, e já começou com atividades na passada sexta-feira.
 
A Rede Nacional de Moinhos quer, com este evento, chamar “a atenção dos portugueses para o inestimável valor patrimonial nos nossos moinhos tradicionais”, mobilizando várias empresas e entidades.
 
Este ano vão participar na sexta edição da iniciativa 202 moinhos, distribuídos por 87 núcleos pertencentes a 45 municípios, de norte a sul do país. Cada moinho tem um programa de atividades específico, devidamente discriminado na brochura do evento.
 
Vários moinhos vão estar em funcionamento e vão ser organizadas visitas pedestres aos locais e às zonas envolventes. Em destaque está, amanhã, a dinamização da “Páscoa no Moinho” de Aboim, em Fafe, com a recriação histórica do Compasso Pascal e uma palestra sobre as “Tradições Pascais” da localidade, que culmina na oferenda do “folar” da Páscoa acompanhada de cantares tradicionais.
 
Hoje e no dia 7 de Abril, em Torres Vedras, está também patente uma exposição sobre os moinhos do concelho, além da projeção de uma animação 3D sobre o engenho. O programa detalhado das atividades pode ser consultado AQUI.
 
Projetos e ideias de dinamização
 
Outro objetivo da iniciativa é permitir a identificação de “problemas e oportunidades” e o desenvolvimento de “projetos e ideias” para a preservação dos moinhos, tanto a nível físico como a nível da dinamização dos espaços.
 
Para isso, a associação tem vindo a pedir a participação de todos os portugueses, quer por meio de divulgação, quer por meio de apresentação de propostas para a organização de atividades nos moinhos portugueses.
 
A iniciativa parte de uma organização conjunta entre a Rede Nacional de Moinhos e a Etnoideia, e tem o apoio da TIMS – Sociedade Internacional de Molinologia.
 
Aceda ao site oficial da Rede Nacional de Moinhos AQUI.
 
[Notícia sugerida por Elsa Martins]

Comentários

comentários

Pub

Live Facebook

Correio do Leitor

Subscreva a nossa Newsletter!

Receba notícias atualizadas no seu email!
* obrigatório

Pub